Follow by Email

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Cena de filme

Ja que a frequencia de posts esta mensal, resolvi nao me desculpar mais e acho que quem le os posts tambem ja se acustumou com a falta de acentuacao do teclado americano, ne?

Esse final de semana, meu ocio criativo me levou ate uma menininha de uns 5 anos, vendendo limonada em uma calcada de Manhattan.... Ja sou apaixonada por criancas, quando me deparei com essa cena entao, alem do encanto muitas outras coisas me ocorreram.

Particularmente, acredito que muito do que aprendemos na infancia reflete no que seremos quando crescermos. Essa meninha, por exemplo teve um ensinamento muito bacana, ao meu ponto de vista.

A mae dela me disse que hoje, quarta-feira, seria seu aniversario e por isso ela estava ali, vendendo limonada para conseguir fazer algum dinheiro. Com certeza, o que ela queria comprar nao seria possivel de conseguir com o lucro das limonadas vendidas a U$ 0.50, mas as licoes tiradas, essas sim serao impagaveis.

Nao so o obvio, e primeira licao quando se chega a Selva de Pedra chamada Nova Iorque, de que nada e de graca, mas a iniciativa e o apoio que a familia estava dando a essa pequena americaninha, serao fundamentais na construcao da profissional que vem ai pela frente.

Pedi pra tirar uma foto com ela, claro, queria muito um Instagram dessa cena de filme, mas ela estava tao timida que se escondeu atras das pernas da mae e por mais que a irma mais velha a encorajasse ela nao quis posar para foto.

Enfim, quando eu crescer, espero conseguir mostrar para meus filhos e para minha equipe quao importante e o esforco para se atingir um objetivo e quao mais facil e, se tivermos apoio.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Quantos anos voce tem?

"Tempo, tempo tempo, mano velho...
 Tempo amigo, seja legal!"

Tempo amigo, seja legal.... Isso e o que todos querem, ultimamente. O que mais se escuta, hoje em dia sao as pessoas falando da correria, da falta de tempo e.... lutando contra ele, seja tentando ser super-herois ao cumprir uma agenda mais que assoberbada para as 24 horas diarias, ou fazendo milhoes de tratamentos para rejuvenescimento.

Mas o que venho escutando e discutindo muito ultimamente e sobre IDADE. Voce esta muito velho pra isso ou muito novo para aquilo.... Sao frases corriqueiras. Mas e ai? Qual e a idade certa pra que? Essa questaoi de tempo. para mim, nao passa de mais um paradigma, mais uma regra inutil que a sociedade nos impoe.

Afinal, o que e parda de tempo para voce, pode nao ser para mim. E maturidade, todos estamos cansados, carecas e tudo mais de saber que nao existe ou deixa de existir de acordo com o ano do seu nascimento.

Enfim, quando eu crescer quero continuar tendo a coragem de fazer tudo no meu tempo!


segunda-feira, 2 de abril de 2012

Tudo é uma questão de opções....

Para completar o meu 'Ano Sabático', depois de 20 semanas no paradisíaco Hawaii, estou no começo da quarta de aproximadamente 30 semanas na louca Nova Iorque!

E, depois do choque entre essas duas realidades tão opostas, percebi mais claramente do que nunca, como nossa vida é feita e guiada por escolhas e o que pode fazer a grande diferença acaba sendo a quantidade de opções.

Isso é muito da realidade nova iorquina, uma cidade que tem de tudo, para todos e a qualquer hora, mas que ao mesmo tempo falta tanto de coisas tão simples como gentileza e um sábado de sol.

Por isso venho me questionando não somente à respeito da qualidade e consequências das minhas escolhas, mas onde encontrar opções que façam a diferença.

E cada vez tenho mais certeza de quão importante é a busca pelo melhor e pelo que nos faz bem. O medo de mudar é uma escolha que não pode existir. A mudança, seja ela boa ou ruim, nos instiga a movimentar e certamente nos traz mais opções de escolha.

Enfim, quando eu crescer quero sempre olhar para as minhas escolhas pensando em quais foram as opções e o que eu fiz para buscá-las.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Aloha!

Depois de 122 dias de Hawaii e incontáveis experiências incríveis, acho que já posso dizer que um dos grandes aprendizados que tive nessa terra paradisíaca foi o "Aloha Spirit".


Aloha é uma forma carinhosa que os locais têm de se cumprimentar ou dizer Adeus, verdadeiros locais dizem Aloha e, ao invés de aperto de mão, encostam uma testa na outra e se olham nos olhos.








Mas Aloha, na minha vivência, foi muito mais do que isso... 


Outro valor que foi bem expressivo por aqui, foi a cordialidade. Tive o privilégio de conhecer algumas empresas e fábricas nesses, até agora, indescritíveis 122 dias. Em todos esses lugares, a vontade de compartilhar das pessoas foi unânime. Com todos os gerentes que estivemos (eu e meu grupo das aulas de Business Class),podemos notar tanto a cordialidade quanto o prazer em compartilhar.


Atributos esses que se tornarão, para mim, essenciais no mundo dos negócios, daqui pra frente. Talvez porque eu esteja em um lugar onde a principal força que faz economia girar, é o turismo, isso tenha se apresentado com tanto valor.


Enfim, quando eu crescer quero poder aplicar o "Aloha Spirit" tanto na minha vida pessoal, quanto profissional.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Rótulos

Hoje estava conversando com uma amiga sobre rótulos... E me lembrei de como no mundo 'Business' eles são mal usados e interpretados.


Recebi essa foto por email, ha um tempo... Olhem só!!



É a mais pura representação dos rótulos, não e?

O coitado do estagiário... Com cara de coitado, claro!!

O funcionario rezando pra chegar 18h, por isso ainda esta como funcionario...

O assistente do gerente, tentando descobrir como vai conseguir fazer tantas coisas em tão pouco tempo.

O gerente, literalmente, com sangue nos olhos, tendo que suportar a pressão da equipe e a pressão da Diretoria (qual sera a mais assustadora?)

O Gerente Geral com aquela cara de que 'Você pode ser o próximo!!"

E o Diretor Executivo... Com a famosa "Cara de Paisagem"

Os rótulos muitas vezes podem até ter um fundo de verdade, mas sua melhor função e exatamente essa: Fazer piada!

Enfim, quando eu crescer, espero conseguir eliminar os pre-conceitos do meio do caminho!

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Compartilhar é preciso!

Nao consigo achar os pontos de acentuaçao no computador que estou usando, entao... Espero que entendam essa licença poetica.

Gostaria, tambem, que esse post fosse um compartilhamento de ideias, de maneira que todos que acompanham o O que voce quer ser quando crescer? possam ler e compartilhar dicas sobre comportamento no famoso mundo dos negocios!

Eu vou começar com algumas coisas que ja escutei ou li, em algum lugar e pr algum motivo, e as considerei importantes:

  1. Para marcar uma reuniao com uma pessoa que tem a agenda cheia, seja direto, sugira o local, dia e horario, ao inves de perguntar quando a pessoa esta disponivel.
  2. Em uma entrevista de emprego, se fizerem a classica pergunta: Quais os seus defeitos? Responda com um defeito que nao diz respeito ao meio profissional, por exemplo, nao sei cozinhar. E, claro, nunca diga: Ah... Sou muito perfeccionista.
  3. Aperto de mao, seja firme, passe confiança.
  4. Muito cuidado com celular! Atender ligaçoes durante um encontro de negocios, ja e um ponto de interrupçao. Imagine responder emails e mensagens? Sem falar nos toques escandalosos, o bom senso e a opçao silencioso sao sempre bem vindos.
  5. E, por ultimo, mas nao menos imortante. Olhe nos olhos!

E voces? Quais as dicas legais que ja escutaram ou leram por ai?

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

As simple as it should be

E que tal se vivêssemos a vida, com um olhar um pouco mais simples?

Sem confundir simples com simplismo...

Depois de 83 dias de intercâmbio, venho tendo cada vez mais certeza de que a felicidade está nos pequenos detalhes, como um pôr-do-sol como esse, por exemplo.



É... Mas vendo o pôr-do-sol no Hawaii há 83 dias é meio difícil não ser feliz, né? Nem tanto...

Uma das coisas que venho percebendo é o quão o ser humano pode ser ingrato com as oportunidades que a vida lhe apresenta.  Claro, que não estou vivendo no "Mundo de Alice", por mais que muitas vezes tenha a impressão de que estou em um sonho.

A vida muitas vezes é dura e o destino sempre vai nos pregar peças, mas talvez se tentarmos fazer com que nosso dia tenha mais momentos de alegria que de reclamação, mais sorrisos que testa enrugada e que de nossas bocas saiam mais risadas que palavrões, o mundo pode se tornar mais bonito.

Vivendo em um lugar em que a força na natureza é impressionante, aprendi a dar valor à pequenos fenômenos e belezas naturais que antes, talvez, pudessem me passar despercebidos, e aprendi a agradecer sempre, por ter sido colocada em um mundo como o que vivo.

"Sair da casinha" acarreta em várias reações, e como cada ser é um INDÍVIDUO ÚNICO, cada um enfrenta e reage da sua maneira. Eu venho reagindo com muita alegria e simplicidade, ficando feliz ao ver um pôr-do-sol, ao andar por um caminho florido, a aprender a conviver com pessoas e culturas que não tem nada a ver comigo.

O Hawaii está sendo uma experiência inesquecível, que com certeza, será responsável por grandes mudanças de atitude e pensamento daqui pra frente. A primeira delas, foi enxergar a vida com um pouco mais de simplicidade e solidariedade.

Um sorriso, um estender de mãos, ouvidos abertos e um coração receptivo podem mudar muita coisa.

Enfim, quando eu crescer quero poder sempre ter mais sorrisos do que lágrimas no meu balanço emocional!

Vídeos as vezes me parecem muito utópicos, mais a ideia desse VÍRUS DA GENTILEZA compensa ser passada adiante.


sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Continue a nadar...

Nossa... Quanto tempo sem dar as caras por aqui. A minha sorte é que anotei todos os insights que tive de posts para o Blog.


Muitas coisas aconteceram e muitas novas ideias me ocorreram desde o dia 13 de dezembro (data do último post), mas hoje quero falar sobre 2012, o assunto mais comentado da última semana nas redes sociais, antes de começar o BBB 12, claro!( Obs.: Como amante do BBB, vou sofrer de não poder assistir...hihihi)


Uma coisa é engraçado né? Como a virada do ano é capaz de nos trazer super poderes... Sim, a cada Reveillon todos se apresentam mais dispostos a enfrentar novos desafios, mais corajosos, audaciosos e todos os demais 'osos' que possam surgir.


Uma vez li ou escutei de alguém que as mudanças só acontecem, espontaneamente, de maneira gradativa. E não é que é verdade? Se você nunca correu, não pode ter como objetivo de Ano Novo completar a São Silvestre, não é?


Digo isso também, porque meus últimos meses do ano de 2011 se resumiram em mudanças constantes, todas elas espontâneas. Mas de tanto mudar, e tentar traçar novos objetivos, vi o quão é bem mais cômodo continuar na mesma.


Nas minhas resoluções de 2012 estão dentre outras coisas me tornar mais organizada e disciplinada, principalmente para encarar as mudanças que eu mesmo me proponho. E, também não deixar o O que você quer ser quando crescer de lado, afinal junto, se cresce mais fácil.


Ah! E uma dica antes de finalizar o primeiro de MUITOS posts de 2012: Escreva todos os seus objetivos para esse novo ciclo de vida e, pelo menos a cada 15 dias, dê uma lidinha... Isso pode te ajudar a não desistir!


Enfim, quando eu crescer quero ser bem parecida com a Dori (Procurando Nemo) e continuar a 'nadar' sempre de cabeça erguida e pronta para as próximas. Os problemas não vão deixar de existir, e a maneira de enfrentá-los pode determinar o tamanho deles.