Follow by Email

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Matar ou amar?

Mais um texto que recebi, esse também gostei muito, porque sempre usei a tal frase do leão...




AME O SEU LEÃO

Outro dia fui almoçar com um amigo, hoje chegando perto de seus 70 anos.
Depois de uma almoço longo, no qual falamos bem pouco de negócios mas
muito sobre a vida, ele me perguntou sobre meus negócios. Contei um pouco
do que estava fazendo e, meio sem querer, disse a ele:

"Pois é. Empresário, hoje, tem de matar um leão por dia".

Sua resposta, rápida e afiada, foi:

"Não mate seu leão. Você deveria mesmo era cuidar dele".

Fiquei surpreso com a resposta e ele provavelmente deve ter notado minha
surpresa, pois me disse:

"Deixe-me contar-lhe uma história que quero compartilhar com você".

Segue mais ou menos o que consegui lembrar da conversa:

"Existe um ditado popular antigo dizendo que temos de matar um leão por
dia. E por muitos anos, eu acreditei nisso, e acordava todos os dias
querendo encontrar o tal leão. A vida foi passando e muitas vezes me vi
repetindo essa frase. Quando cheguei aos 50 anos, meus negócios já tinham
crescido e precisava trabalhar um pouco menos, mas sempre me lembrava do
tal leão. Afinal, quem não se preocupa quando tem de matar um deles por
dia? Pois bem. Cheguei aos meus 60 e decidi que era hora de meus filhos
começarem a tocar a firma. Mas qual não foi minha surpresa ao ver que
nenhum dos três estava preparado! A cada desafio que enfrentavam, parecia
que iam desmoronar emocionalmente. Para minha tristeza, tive de voltar à
frente dos negócios, até conseguir contratar o Paulo, que hoje é nosso
diretor geral. Este fracasso me fez pensar muito. O que fiz de errado
no meu plano de sucessão? Hoje, do alto dos meus quase 70 anos, eu tenho
uma
suspeita: a culpa foi do leão.

Novamente, eu fiz cara de surpreso. O que o leão tinha a ver com a
história?

Ele, olhando para o horizonte, como que tentando buscar um passado
distante, me disse:

"É, pode ser que a culpa não seja cem por cento do leão, mas fica mais
fácil justificar dessa forma. Porque, desde quando meus filhos eram
pequenos, dei tudo para eles. Uma educação excelente, oportunidade de
morar no exterior, estágio em empresas de amigos. Mas, ao dar tudo a
eles, esqueci de dar um leão para cada, que era o mais importante. Meu
jovem, aprendi que somos o resultado de nossos desafios. A capacidade de
luta que há em você, precisa de adversidades para revelar-se. Com grandes
desafios, nos tornamos grandes. Com pequenos desafios, nos tornamos
pequenos. Aprendi que, quanto mais bravo o leão, mais gratos temos de
ser. Por isso, aprendi a não só respeitar o leão, mas a admirá-lo e a
gostar dele. A metáfora é importante, mas errônea: não devemos matar um
leão por dia, mas sim cuidar do nosso. Porque o dia em que o leão, em
nossas vidas morre, começamos a morrer junto com ele..."

Gostaram?



Enfim, quando eu crescer, espero ter encontrdao leões grandes o suficiente para que tenham feito de mim a profissional que sonho em transformar-me.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Descabelada!

Recebi um texto semana passada de uma amiga, cujo titulo e: Viver Despenteada!


Ela me mandou porque disse que lembrou de mim (eu vivia descabelada no trabalho...), o texto fala sobre como as vezes nos portamos muito seriamente perante a loucura e imprecisao que e a vida.


Hoje fazem exatamente 45 dias que deixei minha casa, meu pais, meu emprego, minha vida, minha familia, minha realidade... Estou aqui vivendo uma vida que, as vezes parece, um sonho, uma brincadeira... Mas nunca a minha realidade.


Tenho pensado bastante em como foi incrivel a decisao tomada por mim de passar um tempo fora...


Decisao essa importante para minha carreira, claro, cursos, certificados, ingles...tudo isso e muito importante e me sera muito util na volta.


Mas... Muito mais do que as coisas palpaveis e concretas, como a vida tem me mostrado o quao importante e um banho de mar depois de uma corrida, sentar em uma prancha de surfe no meio do oceano e olhar para o infinito, admirar a cidade do alto de uma montanha, vivenciar cada segundo do por-do-sol, conhecer novas pessoas, novas culturas, aprender a conviver com as diferencas.


Tudo isso, despenteia!! E o que e bom nessa vida, realmente despenteia!


O ingles tem uma palavra que eu AMO e nenhuma outra em portugues tem o mesmo significado pra mim: ENJOY!


Enfim, quando eu crescer eu quero continuar "enjoying" todos os meus momentos!


O texto citado:


VIVER 
DESPENTEADA






"O mundo é louco, definitivamente louco...
O que é gostoso, engorda.  O que é lindo, custa caro.  
O sol que ilumina o teu rosto enruga. 
E o que é realmente bom dessa vida, despenteia... 
- Fazer amor, despenteia.
- Rir às gargalhadas, despenteia.
- Viajar, voar, correr,  entrar no mar, despenteia.
- Tirar a roupa, despenteia.
- Beijar à pessoa amada, despenteia.
- Brincar, despenteia.
- Cantar até ficar sem ar, despenteia.
- Dançar até duvidar se foi boa idéia colocar aqueles saltos gigantes essa noite, deixa seu cabelo irreconhecível..."



"Entregue-se, Coma coisas gostosas, Beije, Abrace,
dance, apaixone-se, relaxe, Viaje, pule, durma tarde, acorde cedo, Corra, Voe, Cante, arrume-se para ficar linda, arrume-se para ficar confortável!
Admire a paisagem, aproveite, e acima de tudo, 
deixa a vida te despentear!"