Follow by Email

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Um mal necessário

"Das duas uma: ou terei que organizar melhor minhas prioridades, ou como tudo é prioridade, parar de usar a falta de tempo como desculpa para preguiça, cansaço, falta de disciplina...."
Pra quem tá acompanhando o Blog desde o início, no dia 10 de julho, a citação acima faz parte do primeito post FALTA DE QUÊ?

Nesses 19 dias como blogueira, comecei a enxergar alguns acontecimentos com outros olhos, ou pelo menos, tentando fazer uma análise das situações.

Disciplina. Tá aí um dos meus maiores, se não o maior, ponto fraco (as vezes acho que me exponho demais nesse Blog, mas... conto minha vida pra todo mundo mesmo, deixa pra lá).

Gente, como é difícil ser disciplinado depois de grande!!!

Quando tinha alguém pra obedecer, parecia que era muito mais fácil, agora como venho sofrendo com minha própria indisciplina.

Admiro demais as pessoas disciplinadas, quem tem essa qualidade está passos a frente de quem não a tem. Se você se considera uma pessoa disciplinada, PARABÉNS! E me dê umas dicas.

Percorremos vários objetivos nessa caminhada rumo ao crescimento. Eu mesma, estou correndo atrás de 2 objetivos bem grandes que, para serem alcançados, tenho que cumprir etapa por etapa muito direitinho.

É aí que mora o problema. A disciplina é uma atividade diária e constante, não adianta nada ser disciplinado só de vez enquando.

Outra coisa que aprendi também, é que jamais conseguiremos mudar radicalmente de atitude, de uma hora pra outra. Por exemplo, se você nunca malhou, de repente resolve puxar ferro todos os dias. Não vai dar certo.

A mudança tem que ser gradativa, e como no alcalce dos objetivos, irmos cumprindo um passinho de cada vez e só depois aumentar o tamanho das passadas.

Nessa próxima semana, quero lançar outro desafio, para os enrolados igual a mim:

VAMOS CUMPRIR COM NOSSOS PROPÓSITOS!!

Incluir a disciplina na rotina, vai fazer a falta de tempo ter menos espaço.

E vamo que vamo... Se vocês, assim como eu, querem alcançar algum bem maior, a disciplina é um mal necessário. Mal não por ser uma coisa ruim, mas por ser chata mesmo. Quem disse  que seria fácil, né?

Bom final de semana à todos!!

terça-feira, 26 de julho de 2011

Correndo atrás do coelho

Já perceberam como nossa vida é feita de ciclos? E todos eles com início, meio e fim. Isso me lembra, inclusive um texto do Arnaldo Jabor sobre o fim dos relacionamentos (se quiserem ler).

Mas não é sobre isso que quero escrever... Nos meus preciosos 4 dias de descanço, em que quase fiquei uma "expert" na arte milenar de NADA FAZER, viajei com um casal de biólogos recém formados (incríveis por sinal).

E, acreditem se quiser, meu primeiro vestibular eu prestei pra biologia. Depois dessa convicência com a Bi e com o Douglas, percebi que publicidade foi meu sonho desde criança, não tenho absolutamente NADA a ver com biologia.

Mas, naquela época, com 17 anos eu simplesmente adorava meus professores e as aulas de biologia, tinha uma forte tendência para o mundo "natureba" e era uma menina cheia de atitude.

Hoje, aos 23, passei por ambientes de trabalho incríveis e conheci líderes maravilhosos (todos de pouca idade e as vezes com idéias malucas, tipo chapeleiro da Alice, né Rodrigo?), vivo de convencer as pessoas a comprar aquilo que talvez elas ainda não saibam que querem, mas a menina cheia de atitude continua aqui, firme e forte.

Não sei se é simplesmente uma característica dos profissionais da tão falada Geração Y, entretanto, eu mudo muito de idéia e vivo os meus ciclos com início, meio e fim. Sem me apegar demais no porque das coisas e tentando levar a situação pelo lado positivo que as vezes não está tão aparente.

Profissionalmente, sempre me dediquei de corpo e alma a essas mudanças, corpo esse que hoje já sofre um pouco das consequências da mudança abrupta de rotina.

Hoje trabalho em um ramo que jamais cogitei estar, em uma função que também nunca imaginaria exercer. É o que eu quero ser quando crescer? Não... mas talvez eu acabe sendo, quem sabe? O mundo dá, realmente muitas voltas, por isso acredito bastante na idéia de viver cada momento.

Claro, tenho planos... E muitos!! No âmbito pessoal, sempre mudo de idéia e falo que é definitivo. E sabe o que eu acho? Que vou continuar assim pra sempre, ou não, posso mudar de idéia amanhã, quem sabe.

O mais importante, na minha opinião, é aprender e crescer com as mudanças. Agente sempre quer ser algo melhor quando crescer, fechar e abrir ciclos faz parte dessa grande roda gigante que é a vida. O meu pra sempre é relativo, afinal de contas, é MEU.

Então minha gente, que tal parar pra pensar se o o ciclo profissional, pessoal, familiar, religioso, de educação, amores, amigos... É, relamente, onde você quer ou precisa estar.

Até porque querer, nem sempre é poder. Já estamos bem grandinhos pra acreditar que a vida imita os contos de fadas, né? Mas nunca é tarde pra correr atrás do coelho.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Tempo ao tempo

É o seguinte... Estou tirando férias!!! 4 dias, mas é férias.

"Chegou o mês, vai começar tudo outra vez..."

Não vou dizer que estou de malas prontas para o Araguaia, porque, como deixo tudo para última hora, vou fazer a mala agora.

Serão 4 dias sem celular e internet, e é o que está me deixando mais feliz. As vezes é preciso darmos tempo ao tempo e viver na rotina:

Acordar quando acabar o sono
Dormir quando chegar o sono
Beber quando tiver sede
Comer quando tiver fome

No final do meu ócio criativo, com certeza terei mais muitas idéias para compartilhar.


Tchau cidade e até breve natureza, mosquitos, sol, cerveja, boas companhias e ah... o ARAGUAIA!

terça-feira, 19 de julho de 2011

E eles servem pra quê?

Então turma...Ontem o Blog fez uma semana!!

Uma breve reflexão sobre esses 7 dias:

  • Recebi vários elogios e palavras de incentivo - Valeu demais!! Respondi TODOS os comentários
  • Tive algumas idéias de assuntos para os próximos posts (mas cada um na sua hora)
  • Recebi alguns conselhos sobre como lidar com falta de tempo e frustração (obrigada Tia Ju, principalmente, pelas palavras no Facebook)
  • O Blog tem um página no Face (por favor, vamos curtir)
  • Tive uma super idéia para inovar o Blog e não ficar só com as minhas reflexões, em breve já estará em vigor
  • Estou tentando arrumar o layout (com ajuda do mais que querido Victor Negretto)
  • E o melhor da lista... Quase TUDO que me acontece agora eu penso: Nossa isso dá um bom texto pro blog...
Lembram que na semana passada, foi lançado um desafio no primeiro post?

Então... Vamos ao resultado (O Ralf estava morrendo de curiosidade já). Ah..o resultado é o MEU resultado. Se quiserem, fiquem a vontade pra compartilhar o de vocês...Afinal, junto se cresce melhor!

Estou tomando como referência minha agenda. Acreditem, com toda modernidade dos "Y" eu ainda anoto meus compromisso e afazeres na minha agenda, já deu pra perceber que eu gosto de escrever, né?

Analisando friamente:

De 26 itens que tinha anotado de segunda a sábado, consegui concluir 10 entre reuniões, coisas de trabalho,pessoais e palestras... Em números, 38,4%.

Fora os afazeres de rotina, tanto pessoais como profissionais que não foram executados 100%.

Agora é que tá... O que esse número quer dizer? É pouco? É muito? Os dados servem pra que?

Não faço idéia...Vou ter que refletir um pouco mais pra poder responder, se a resposta estiver entre as tarefas que serão executadas nessa semana....

P.S.: Eu te amo (hehehe..Não resisti ao trocadilho. Amo esse filme!) Caso algum elemento citado não deseje mais expor sua figura, me avise que converto em um dado qualquer.

Boa semana à todos!

quinta-feira, 14 de julho de 2011

O outro lado da moeda

Ontem a noite fui aos shows do SPBC no Câmpus Samambaia da UFG e...muitas coisas me vieram à cabeça...

A começar pelo caminho, na rotatória do "Posto Amigão" caiu minha ficha que aquele mundo já me pertenceu (no passado) e naquele momento eu estava ali quase que como uma intrusa naquele universo universitário.

E o Câmpus sempre teve disso, nós sempre reclamamos da distância que é pra chegar no Itatiaia, mas nada tem mais cara de faculdade que aquele lugar, longe da civilização, com eventuiais exposições apresentações e manifestações nos pátios, os macacos...

Confesso que fiquei com muita saudade da faculdade e, momentaneamente, arrependida pela forma como passei por ela.

Enquanto eu estive estudante de publicidade e propaganda na famosa Facomb, nunca consegui SER uma universitária propriamente dita.

No segundo semestre do curso, já comecei um estágio e daí adiante não parei mais de trabalhar, o que é muito diferente de estagiar.

Minha prioridade era o trabalho, sempre achei que a vivência no mercado me traria muito mais aprendizado que os bancos das salas de aula.

E não acredito que eu esteja errada, mas pra tudo na vida tem o outro lado da moeda...

Com essa dedicação toda, perdi alguns momentos que jamais conseguirei recuperar.

A noite de ontem me trouxe um gostinho de quero mais de algo que não vivi com tanta intensidade. Depois de passadas as coisas, sempre pensamos que poderíamos ter feito melhor, né?

Pois é...Quero convidar vocês a mais um desafio:

Enxergar os dois lados de cada situação, de cada moeda que aparece no nosso caminho.

Não fui uma universitária por completo daqueles que fazia viagens à Pirinópolis na aula de fotografia da terça-feira a tarde(provavelmente estava em uma reunião), daqueles que se assustaria com a vida de recém-formada exigindo muito mais comprometimento com o mercado de trabalho (eu já estava inserida na realidade).

Entretanto, tive bons amigos, fiz boas viagens, bebi boas cervejas na pamonharia, matei aulas no Dacom, fui de ônibus pra aula, peguei carona...

Acho que consegui viver os dois lados da moeda.

E como a nostalgia faz parte... Uma homenagem a Turma da Década com o seu antes e depois!

terça-feira, 12 de julho de 2011

Clima tempo

Sabe aquele dia que você acorda com vontade de MATAR o primeiro que cruzar seu caminho?

Pois é...essa sou eu hoje, então cuidado com os comentários, vocês podem entrar na milha lista!

Brincadeiras a parte, lembrei do post de domingo sobre o tempo, ou a falta dele.
Já perceberam que pra tudo aquilo que usamos o famoso "não deu tempo" são tarefas que não temos o mínimo SACO pra realizar, seja por falta de habilidade, de conhecimento, preguiça, ou porque são coisas chatas mesmo.

O que acontece é que vamos protelando esses afazeres e colocando outras coisas como prioridade, porque sempre nos damos uma justificativa das nossas atitudes.
Não sei se com vocês é assim, mas toda vez que isso acontece comigo, eu fico no humor de hoje. Claro que um pouco de TPM pode contribuiri também.

E o que tem a ver uma coisa com a outra?

Simples, deixar de fazer alguma coisa pra quem se cobra demais é uma punição muito maior do que a cobrança em cima da atividade não realizada.

No meu caso, é a mais pura falta de vergonha na cara... Sim, só não fazemos aquilo que não queremos e não queremos porque não gostamos, porque não sabemos porque apareceu alguma coisa melhor pra fazer bem na hora.

E o pior, aqueles do nosso convívio é que acabam pagando o pato.

Numa coisa tenho certeza que todo mundo concorda: Ninguém é obrigado a AGUENTAR o mau humor alheio! Não importa o motivo.

domingo, 10 de julho de 2011

Falta de que?

O primeiro post do meu blog, é mais um desabafo...

Tive a idéia desse blog há muito tempo, mas nunca havia colocado em prática, primeiro porque não tenho muita habilidade com essas ferramentas on line, segundo...Por falta de tempo.

Falta de tempo.Essa é a justificativa mais usada pra tudo que deixamos de fazer. E será que é mesmo uma justificativa ou só mais uma desculpa?

Ninguém tem tempo pra mais nada, não é? E falo com propriedade no assunto, a frase "Não tive tempo" faz parte do meu cotidiano.

E, refletindo sobre essa correria (outra campeã de audiência), me veio a cabeça que talvez não consiga realizar um dos meus maiores sonhos: Constituir uma família!

Pensa, que com 23 anos, sem ter um passarinho pra dar água, morando com a minha mãe,vivo sem tempo...Imagina quando eu tiver minha casa, meus filhos, marido, cachorro... E sem deixar de trabalhar, claro. Até porque outro grande sonho é ser executiva de capa de revista.

Das duas uma: ou terei que organizar melhor minhas prioridades, ou como tudo é prioridade, parar de usar a falta de tempo como desculpa para preguiça, cansaço, falta de disciplina....

Nessa semana que começa amanhã, convido todos a um desafio:

NÃO DEIXAR DE FAZER NADA POR FALTA DE TEMPO!

Eu vou tentar e domingo que vem agente compartilha os resultados.
Bom final de domingão e boa semana com muita correria e muito tempo a todos.