Follow by Email

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Matar ou amar?

Mais um texto que recebi, esse também gostei muito, porque sempre usei a tal frase do leão...




AME O SEU LEÃO

Outro dia fui almoçar com um amigo, hoje chegando perto de seus 70 anos.
Depois de uma almoço longo, no qual falamos bem pouco de negócios mas
muito sobre a vida, ele me perguntou sobre meus negócios. Contei um pouco
do que estava fazendo e, meio sem querer, disse a ele:

"Pois é. Empresário, hoje, tem de matar um leão por dia".

Sua resposta, rápida e afiada, foi:

"Não mate seu leão. Você deveria mesmo era cuidar dele".

Fiquei surpreso com a resposta e ele provavelmente deve ter notado minha
surpresa, pois me disse:

"Deixe-me contar-lhe uma história que quero compartilhar com você".

Segue mais ou menos o que consegui lembrar da conversa:

"Existe um ditado popular antigo dizendo que temos de matar um leão por
dia. E por muitos anos, eu acreditei nisso, e acordava todos os dias
querendo encontrar o tal leão. A vida foi passando e muitas vezes me vi
repetindo essa frase. Quando cheguei aos 50 anos, meus negócios já tinham
crescido e precisava trabalhar um pouco menos, mas sempre me lembrava do
tal leão. Afinal, quem não se preocupa quando tem de matar um deles por
dia? Pois bem. Cheguei aos meus 60 e decidi que era hora de meus filhos
começarem a tocar a firma. Mas qual não foi minha surpresa ao ver que
nenhum dos três estava preparado! A cada desafio que enfrentavam, parecia
que iam desmoronar emocionalmente. Para minha tristeza, tive de voltar à
frente dos negócios, até conseguir contratar o Paulo, que hoje é nosso
diretor geral. Este fracasso me fez pensar muito. O que fiz de errado
no meu plano de sucessão? Hoje, do alto dos meus quase 70 anos, eu tenho
uma
suspeita: a culpa foi do leão.

Novamente, eu fiz cara de surpreso. O que o leão tinha a ver com a
história?

Ele, olhando para o horizonte, como que tentando buscar um passado
distante, me disse:

"É, pode ser que a culpa não seja cem por cento do leão, mas fica mais
fácil justificar dessa forma. Porque, desde quando meus filhos eram
pequenos, dei tudo para eles. Uma educação excelente, oportunidade de
morar no exterior, estágio em empresas de amigos. Mas, ao dar tudo a
eles, esqueci de dar um leão para cada, que era o mais importante. Meu
jovem, aprendi que somos o resultado de nossos desafios. A capacidade de
luta que há em você, precisa de adversidades para revelar-se. Com grandes
desafios, nos tornamos grandes. Com pequenos desafios, nos tornamos
pequenos. Aprendi que, quanto mais bravo o leão, mais gratos temos de
ser. Por isso, aprendi a não só respeitar o leão, mas a admirá-lo e a
gostar dele. A metáfora é importante, mas errônea: não devemos matar um
leão por dia, mas sim cuidar do nosso. Porque o dia em que o leão, em
nossas vidas morre, começamos a morrer junto com ele..."

Gostaram?



Enfim, quando eu crescer, espero ter encontrdao leões grandes o suficiente para que tenham feito de mim a profissional que sonho em transformar-me.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Descabelada!

Recebi um texto semana passada de uma amiga, cujo titulo e: Viver Despenteada!


Ela me mandou porque disse que lembrou de mim (eu vivia descabelada no trabalho...), o texto fala sobre como as vezes nos portamos muito seriamente perante a loucura e imprecisao que e a vida.


Hoje fazem exatamente 45 dias que deixei minha casa, meu pais, meu emprego, minha vida, minha familia, minha realidade... Estou aqui vivendo uma vida que, as vezes parece, um sonho, uma brincadeira... Mas nunca a minha realidade.


Tenho pensado bastante em como foi incrivel a decisao tomada por mim de passar um tempo fora...


Decisao essa importante para minha carreira, claro, cursos, certificados, ingles...tudo isso e muito importante e me sera muito util na volta.


Mas... Muito mais do que as coisas palpaveis e concretas, como a vida tem me mostrado o quao importante e um banho de mar depois de uma corrida, sentar em uma prancha de surfe no meio do oceano e olhar para o infinito, admirar a cidade do alto de uma montanha, vivenciar cada segundo do por-do-sol, conhecer novas pessoas, novas culturas, aprender a conviver com as diferencas.


Tudo isso, despenteia!! E o que e bom nessa vida, realmente despenteia!


O ingles tem uma palavra que eu AMO e nenhuma outra em portugues tem o mesmo significado pra mim: ENJOY!


Enfim, quando eu crescer eu quero continuar "enjoying" todos os meus momentos!


O texto citado:


VIVER 
DESPENTEADA






"O mundo é louco, definitivamente louco...
O que é gostoso, engorda.  O que é lindo, custa caro.  
O sol que ilumina o teu rosto enruga. 
E o que é realmente bom dessa vida, despenteia... 
- Fazer amor, despenteia.
- Rir às gargalhadas, despenteia.
- Viajar, voar, correr,  entrar no mar, despenteia.
- Tirar a roupa, despenteia.
- Beijar à pessoa amada, despenteia.
- Brincar, despenteia.
- Cantar até ficar sem ar, despenteia.
- Dançar até duvidar se foi boa idéia colocar aqueles saltos gigantes essa noite, deixa seu cabelo irreconhecível..."



"Entregue-se, Coma coisas gostosas, Beije, Abrace,
dance, apaixone-se, relaxe, Viaje, pule, durma tarde, acorde cedo, Corra, Voe, Cante, arrume-se para ficar linda, arrume-se para ficar confortável!
Admire a paisagem, aproveite, e acima de tudo, 
deixa a vida te despentear!"

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Qual e a sua Gota d'agua?

Acho que muita gente ja viu o video dos atores globais que esta rodando na internet sobre a construcao de uma usina no Para. Eu vi o video hoje, e alem de achar a ideia muito interessante, me agucou varios pensamentos...


O primeiro deles e, o que realmente fazemos por um mundo melhor? Sem querer ser utopica, ate porque estou bem longe disso, nunca fiu uma revolucionaria utra jovem (quem ai lembra da turma do 'cruj. cruj cruj, tchau'...), mas concordo que hoje em dia estamos muito preocupados em melhorar o nosso proprio mundo, incrementando nossa carreira, nossas experiencias, mas nao nos preocupamos com o que vamos deixar de marca para as proximas geracoes.

Qual sera o legado da Geracao Y, que vive em um mundo tao globalizado e ao mesmo tempo tao individualista?

A sua Gota D'agua e o dowload que nao foi concluido, a internet que esta com conexao lenta, ou o iPad, iphone que acabou a bateria? Com o que de fatos devemos nos indignar e nos preocupar?

Enfim, quando eu crescer, quero conseguir alcancar meus objetivos pessoais, e sempre que possivel ter orgulho de ter compartilhado nao so minha vidinha, mas tambem acoes sociais, nas REDES SOCIAIS.


ACESSEM: movimentogotadagua.com.br

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Eu vou pra Goiania!

A dica de hoje e essa cidade INCRIVEL que eu vivo!


Pra quem conhece e pra quem nao conhece Goiania, assistam esse video.


O video e o resultado do Trabalho de Conclusao de Curso de 3 amigos meus, e com esse tipo de coisa que podemos perceber quem passou pela faculdade e quem, de fato, viveu todas as experiencias do seu curso.






Enfim, quando eu crescer, quero continuar tendo amigos tao bons de companhia e 'farra' quanto bons profissionais!

Parabens meninos!

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Lista das botas

Hoje quero falar sobre um assunto, quica interessante... LISTAS!

Desde a epoca do cursinho pre vestibular, minha listinha de coisas a fazer vem me acompanhando... Acho que todo mundo, em algum momento da vida, ja fez alguma lista com objetivos, nem que esses fossem as compras do mes.

Na citada data, no cursinho, eu tinha uma amiga que era louca com a lista das materias a estudar por dia e em que horario estuda-las. Como os afins se atraem, e obvio que ela nao conseguia cumprir a lista a risca, e mais obvio ainda que isso lhe causava uma certa frustracao.

Ai que vem minha grande pergunta: Ate que ponto as listas valem a pena?

Eu mesmo sofro constantemente desse mal, anoto tudo que tenho, ou quero fazer no dia, e nao consigo riscar todos os itens. Ah! E como e bom riscar um item de uma lista, nao e?

Tenho uma outra amiga que fez uma lista das botas, depois de ver o filme Antes de Partir - The Bucket List. Voces ja viram? Vale muito a pena...


Entao, ela fez uma lista de coisas a serem feitas antes de morrer... Essa e uma boa lista, tambem.

Quando eu voltar do intercambio, quero fazer uma lista de lugares a conhecer, antes de morrer...

Outro caso engracado com listas, me aconteceu aqui no Havai, tenho uma amiga alema, e ela e extremamente organizada. Para mim, o cumulo do planejamento, foi quando estavamos planejando um finnal de semana e ela anotou os horarios que deveriamos fazer cada coisa!!
Meu Deus... claro que dei um jeito de escapar desse final de semana, imagina como seria chato viver meu tempo livre riscando sua lista cheia de horarios.

Em contra partida, sei da importancia do planejamento, mesmo das atividades de lazer, seu eu quero viajar o mundo, tenho que trabalhar muito e me planejar bastante para isso, nao e?

Enfim, quando eu crescer, quero ter disciplina o sificiente para riscar os itens das minhas listas e espontaneadade o suficiente para viver sem precisar de listas.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Essa e para os meninos!!

No meu ocio criativo, resolvi criar uma parte com Dicas aqui no Blog, de ciosas legais que vi, li, assisti, aprendi, escutei... enfim... Dicas!!


A primeira e para os meninos! Sempre gostei de revista masculina, para mim elas sao sempre melhores que aquelas destinadas ao publico feminino que falam todo mes sobre os mesmos topicos:


Cabelo
Maquiagem
Como perder peso
Sexo
Traicao


E coisas do genero...


Comprei essa Revista GQ Magazine no Aeroporto do Rio, sem saber que era masculina. O que me incentivou minha compra, foi a capa, com a Fernanda Lima, sou super fa dela!






Me surpreendi com o conteudo, muito bom! Otimas entrevistas, colunas sobre comportamento masculino (sim, meninas, para nos e excelente saber disso), uma materia otima sobre as 'licoes' de Steve Jobs, dicas sobre moda masculina, carros (obvio), carreira e comportamento em geral.


A Revista existe em outros paises tambem e a versao brasileira, VALE A PENA!



Take a break/breath

E... um ano estudando ingles fora vai me render muito tempo livre pra pensar e, claro, vou compartilhar esses pensamentos aqui no Blog!

Vai ser um ano para respirar novos ares, enriquecer meu ingles e minha cultura geral. Um ano fora de casa, isso quer dizer, longe da familia, dos amigos e do conforto... Ter que me virar sozinha, para muitos isso seria um bicho de 7 cabecas, mas para mim, por enquanto edsta tranquilo.

Ver o mundo e avida com novos olhos, e isso que eu vim fazer aqui! E que mundo!! Por enquato nao vai ter como postar as fotos, mas no Hawaii pode-se ter certeza da existencia de Deus! Como os lugares aqui sao bonitos e calmos... Na praia e possivel escutar apenas o barulho das ondas e dos passarinhos cantanto!

Enfim, o que eu quero ser quando crescer... Uma eterna viajante! A rotina nos envelhece, mas e um mal necessario. Por isso, sempre que possivel, quebre a rotina e se de um tempo!

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Não seja a maçã podre do cesto!

Na quarta-feira passada, 5 de outubro, o mundo perdeu um dos maiores gênius da atualidade. A notícia da morte de Steve Jobs, foi assunto incessante nos dias próximos a fatídica data.


Hoje, quase uma semana depois... Quase não ouvimos mais sobre o assunto, a não ser pela capa da última edição da VEJA com o lendário da tecnologia sentado em uma maça feita de nuvem.


Guardadas as devidas proporções: NINGUÉM É INSUBSTITUÍVEL!


Toda maçã (carreira) pode apodrecer (dar errado), cabe a nós não ser a maçã podre do cesto e sempre inovar, incentivar e sair do lugar comum!


O próprio Jobs nomeou seu substituto. Pensem comigo, se o criador da Apple não foi insubstituível, imagina nós? Profissionais medíocres (no sentido de medianos).


Vivemos uma luta diária pelo sucesso profissional, mas o que fazemos, de fato para tornarmos nosso legado memorável? Porque sim, todos podemos ser memoráveis no que fazemos.


Vou deixar aqui pra vocês algumas famosas dicas de Steve, que gosto muito e tento seguir...



  1. NEVER STOP STUDYIND - Conhecimento nunca é demais, eu particularmente, acho um saco estudar... Mas tudo na vida exige esforço! E nós, mais do que ninguém, sabemos que graduação no século XXI não é garantia de sucesso profissional. O nosso homenageado do dia, não tinha formação acadêmica nenhuma, nem por isso deixou de ser um grande estudioso!
  2. SIMPLIFY - Se alguém não entender suas idéias, a culpa é sua!
  3. KEEP YOUR SECRETS - Essa parte eu tenho que aprender, e muito! 
  4. USE MORE CARROT THAN STICK - Essa é a que eu mais gosto!! O incentivo rende muito mais que a ameaça!

Enfim, quando eu crescer, quero olhar no espelho e enxergar uma profissional que mesmo se substituída, terá deixado seu legado por onde passou!

domingo, 2 de outubro de 2011

Filtro Solar

Hoje na conversa do almoço com meu pai, descobri que ele não conhecia o "Filtro Solar" e ao rever o vídeo pra enviar à ele, duas coisas me chamaram atenção:



  1. Todos deveríamos ler textos como esse frequentemente, até que consigamos, sozinhos dar valor no que realmente importa na vida e ter coragem de nos impor mudanças diariamente.
  2. Eu vou morar em Nova Iorque e no Havaí... Agora resta saber se conseguirei ir embora antes de endurecer-me ou amolecer-me


Nunca deixem de usar filtro solar.

Se eu pudesse dar só uma dica sobre o futuro seria esta: use filtro solar. 
Os benefícios a longo prazo do uso de filtro solar estão provados e comprovados pela ciência. Já o resto de meus conselhos não tem outra base confiável além de minha própria experiência errante. 
Mas agora eu vou compartilhar esses conselhos com vocês...
Ou então, esquece. Você nunca vai entender mesmo o poder e a beleza da juventude até que tenham se apagado. 
Mas pode crer, daqui a vinte anos, você vai evocar as suas fotos e perceber de um jeito que você nem desconfia hoje em dia quantas, tantas alternativas se escancaravam à sua frente. 
E como você realmente estava com "tudo em cima". Você não está gordo, ou gorda.
Não se preocupe com o futuro. 
Ou então preocupe-se, se quiser, mas saiba que "pré-ocupação" é tão eficaz quanto mascar chiclete para tentar resolver uma equação de álgebra. 
As encrencas de verdade em sua vida tendem a vir de coisas que nunca passaram pela sua cabeça preocupada, que te pegam no ponto fraco às quatro da tarde de uma terça-feira modorrenta.
Todo dia enfrente pelo menos uma coisa que te meta medo de verdade.
Cante.
Não seja leviano com o coração dos outros, não ature gente de coração leviano.
Use fio dental.
Não perca tempo com inveja. Às vezes, se está por cima; às vezes, por baixo... A peleja é longa e, no fim, é só você contra você mesmo.
Não esqueça os elegios que receber, esqueça as ofensas. 
Se conseguir isso, me ensine.
Guarde as antigas cartas de amor. 
Jogue fora os extratos bancários velhos.
Estique-se.
Não se sinta culpado por não saber o que fazer da vida. As pessoas mais interessantes que conheço não sabiam aos 22 o que queriam fazer da vida. Alguns dos quarentões mais interessantes que conheço ainda não sabem.
Tome bastante cálcio. 
Seja cuidadoso com os joelhos: você vai sentir falta deles.
Talvez você case, talvez não. 
Talvez tenha filhos, talvez não. 
Talvez se divorcie aos 40, talvez dance ciranda em suas bodas de diamante. Faça o que fizer, não se auto-congratule demais e nem seja severo demais com você. 
As suas escolhas têm sempre metade das chances de dar certo. É assim para todo mundo.
Desfrute de seu corpo, use-o de toda maneira que puder mesmo. 
Não tenha medo de seu corpo ou do que as outras pessoas possam achar dele. É o mais incrível instrumento que você jamais vai possuir.
Dance... 
Mesmo que não tenha onde, além de seu próprio quarto.
Leia as instruções, mesmo que não vá segui-las depois. 
Não leia revistas de beleza. 
Elas só vão fazer você se achar feio.
Dedique-se a conhecer os seus pais. 
É impossível prever quando eles terão ido embora, de vez. 
Seja legal com os seus irmãos. 
Eles são a melhor ponte com o seu passado e, possivelmente, quem vai sempre mesmo te apoiar no futuro.
Entenda que amigos vão e vêm. 
Mas nunca abra mão de uns poucos e bons. 
Esforce-se de verdade para diminuir as distâncias geográficas e destinos de vida, porque quanto mais velho você ficar, mais você vai precisar das pessoas que conheceu quando jovem.
More uma vez em Nova Iorque, mas vá embora antes de endurecer. 
More uma vez no Havaí, mas se mande antes de amolecer. 
Viaje.
Aceite certas verdades inescapáveis: os preços vão subir, os políticos vão saracotear, você também vai envelhecer. 
E quando isso acontecer, você vai fantasiar que quando era jovem os preços eram razoáveis, os políticos eram decentes e as crianças respeitavam os mais velhos.
Respeite os mais velhos.
Não espere que ninguém segure a sua barra. 
Talvez você arrume uma boa aposentadoria privada, talvez case com um bom partido, mas não esqueça que um dos dois pode, de repente, acabar.
Não mexa demais nos cabelos, senão quando você chegar aos 40, vai aparentar 85.
Cuidado com os conselhos que comprar, mas seja paciente com aqueles que os oferecem. Conselho é uma forma de nostalgia. Compartilhar conselhos é um jeito de pescar o passado do lixo, esfregá-lo, repintar as partes feias e reciclar tudo por mais do que vale.
Mas no filtro solar, acredite!


BOM DOMINGO E BOA SEMANA!!!!

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

00:00

É... Depois de um dia todo engolindo choro, ao chegar em casa e tomar banho, é que minha ficha caiu.


E quantas coisas me vieram à tona... Meu Deus, que reviravolta!! O que eu quero ser quando crescer? Não sei... E o que eu vou ser daqui um, dois, três, doze meses... Não faço idéia.


Começar de novo, tudo é novo... Daqui pra frente minha vida e o Blog serão assim.


Depois de 2 anos e meio, hoje foi meu último dia de EBM. E olhando pra trás, nossa, como eu cresci, como eu aprendi, quantas pessoas eu conheci, quantas amizades, quantas brigas, quantas conquistas, quantas vitórias, quantas noites sem dormir... Mas quanto orgulho.


Como é bom sair de um lugar com essa sensação. Hoje o meu choro é de alegria pelo meu novo desafio, de orgulho pelo que aprendi, de agradecimento por todos que me ensinaram e de saudade... 


Sim, vou sentir saudade. E pra quem está prestes a passar um ano fora de casa, essa palavra é tão difícil de ser dita.


Enquanto a Geração X estagiava e aposentava na mesma empresa, nós Y, não temos essa fidelidade no DNA. Talvez por isso meus 2 anos e meio de casa, ou melhor apartamento, parecem uma eternidade


O intercâmbio é um passo para o futuro promissor que, se Deus quiser, me aguarda, mas também é um sonho.


Daqui pra frente meu olhar é de criança, tudo é novo, não tenho absolutamente NENHUMA experiência em nada do que vou viver, muito menos em ficar sem trabalhar.


Já falei aqui no Blog sobre ciclos. Agora são quase meia noite, o ciclo da natureza está quase encerrando-se e o meu acabou de encerrar e recomeçar.


Enfim, quando eu crescer quero carregar tudo que aprendi até hoje e principalmente o que aprendi com, e na EBM na minha carreira e vida. E quero também chorar menos, ou quem sabe segurar menos o choro.







quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Quem nunca???

Quem nunca se viu em uma discussão no trabalho?


Afinal, passamos a maior parte do nosso dia com pessoas que não temos nenhuma intimidade(na maioria das vezes).


Eu mesmo já fui protagonista de várias dessas situações. E o pior, dificilmente resolve-se um problema com uma discussão, o mais fácil é que criem-se outros.


Li essas 3 dicas hoje e achei interessante. Espero que gostem e usem!!


A dica de hoje foi dada por Sylvio Ribeiro no blog Pequeno Guru.


Ninguém está imune às tensões do trabalho: é inevitável ter algumas conversas incômodas com colegas ou clientes. Aqui estão três jeitos para conseguir um resultado positivo, não importando quão difíceis as coisas estejam:


Seja civilizado. Não torne a conversa em um combate, onde existe um vencedor e um perdedor. Todos saem perdendo quando a discussão fica ácida.

Não ensaie. Quando você sabe que as coisas não vão ser fáceis, é tentador praticar o que você irá dizer. Mas é uma conversa — não uma apresentação. Ao invés, saiba o seu lugar e esteja aberto o suficiente para ouvir e reagir.

Evite assumir coisas. Você não tem acesso às intenções de ninguém exceto as suas próprias. Não assuma que você sabe o que a outra parte está pensando ou de onde ela vem. Ao invés, peça pela sua perspectiva.

Espero que tenham gostado e que PRATIQUEM A HARMONIA NO TRABALHO!!!

domingo, 11 de setembro de 2011

TENTE OUTRA VEZ

Vocês leram o último post? Se não, leiam, antes ou depois de ler esse.

É que no post do dia 09 de setembro, falei sobre as mudanças, de quanto mudamos de idéia enquanto estamos decidindo o que queremos ser quando crescer.

E hoje, fui acometida por um outro tipo de pensamento...

TENTE OUTRA VEZ!!



E aí, até onde mudar de idéia e começar de novo é melhor que tentar outra vez?

"Não aceite o NÃO como resposta." - Um chefe (ou melhor, líder) me disse isso uma vez.

E pra que vocês comecem bem a semana, não aceitem os "nãos" no meio do caminho, (des)conhecido!

E hoje não vou terminar o post com meu "enfim, quando eu crescer..."

Quero apenas dizer:

BOA SEMANA A TODOS! Aos que estão prestes a encarar o novo (como eu) e aos que estão persistindo no antigo.

"Amanhã há de ser outro dia" - Chico Buarque

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Os muitos primeiros passos

Gente, muito engraçado como a Geração Y é indecisa e ansiosa, né?

Eu, que estou prestes a mudar minha vida radicalmente, me deparei nos últimos 3 dias com pessoas insatisfeitas pelas suas decisões. Não que isso não seja normal, mas acho até engraçado, a seguinte análise:

Agente quer se dar super bem na carreira, e tem que ser rápido, mas não conseguimos passar muito tempo na mesma empresa ou na mesma função que logo dá vontade de buscar novos ares...

Ah se a Geração Y tivesse mais paciência... Aí não seria Y!!

Um amigo hoje me disse que pediu demissão. Trabalha há três anos em uma empresa, já tem um cargo de gerência bom, mas está cansado da rotina.

Um outro amigo, tinha o estágio dos sonhos, largou porque não dava muita grana e porque estava com um projeto de abrir o próprio negócio. De repente, adiou esse plano e está com o currículo no mercado novamente.

Eu, que sempre me dediquei ao trabalho, se tudo der certo, vou passar um ano me dedicando aos estudos e a arte de conhecer novas culturas.

E quer saber? Essa é a grande vantagem da nossa geração, não temos medo de arriscar, de errar, de começar de novo.

Não somos fiéis aos nossos empregadores, mas temos a incrível capacidade de nos apaixonar por algo, e agarrar uma causa com unhas e dentes.

Enfim, quando eu crescer, quero ainda poder mudar de idéia e começar de novo. Tem coisa mais emocionante que o primeiro passo rumo ao desconhecido?

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Você sabe esperar?

Não, o criador não abandonou sua criatura!!!

Mesmo o último post sendo de mais de 10 dias atrás....

E já perceberam como 10 dias, hoje em dia, parecem uma eternidade para esperar mas passam voando se formos nos lembrar?

A geração e o mundo imediatista em que vivemos nos fez perder a real noção e valor do tempo. É engraçado como o dia, a semana, o ano passam voando enquanto que as esperas parecem infinitas.

Sou uma pessoa extremamente agoniada e angustiada quando o assunto é espera, calma e paciência. Essas duas virtudes quase não fazem parte do meu dia-a-dia. E será que essa é uma característica da Carolina ou de todos os "Y" que vêm crescendo em ritmo tão frenético, que as vezes até se esquecem de onde querem chegar?

Estamos tão acostumados a ter, fazer e querer tudo para ontem que quando somos obrigados a aguardar... Não sabemos o que fazer!

Eu não sei lidar com a espera, sempre que quero alguma coisa quero agora,se tomo uma decisão tenho que contar pra todo mundo. Por mais que esses relatos pareçam um desabafo cheio de características pessoais, sinto que muita gente é assim também.

Um exemplo simples de como não conseguimos fazer uma coisa de cada vez é a tela do computador. Pare de ler esse texto e observe quantas guias de internet estão abertas, além do email, MSN, Excel...

E não adianta, a vida nos faz esperar. Vira e mexe nos deparamos com situações que não há nada a fazer a não ser AGUARDAR. E isso não quer dizer que falhamos, ou que poderíamos ter feito melhor. Também não podemos usar esse tipo de situação como "muleta" para não tomar uma providência ou outra.

Simplesmente, chega uma hora em que a hora da chegada é o próximo passo.

Grandes desafios, exigem paciência e perseverança. Nossas decisões de hoje  nos levarão ao que seremos quando crescer. E poucos sabores são melhores quanto o de um objetivo alcançado.

Quando eu crescer, quero me sentir menos angustiada quando o controle da situação não estiver em minhas mãos. Quero ter aprendido a ter paciência para esperar e, enquanto isso, planejar os próximos passos com mais cautela, sem deixar tudo pra última hora e por a culpa na falta de tempo!

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

O mais importante é COMO....

Quem não tem dúvida e medo de errar, que atire a primeira pedra e vamos combinar... Certeza que essas duas palavras não vão embora com a chegada da maturidade: MEDO e ERRAR.

As dúvidas e dores do crescimento são grandes em qualquer idade.

Mas esses dias, em uma conversa, me lembrei de uma dúvida que me acompanha há bons tempos já, e eu ainda não achei a resposta:

EXAME ou Pequenas Empresas & Grandes Negócios?

Traduzindo: ser EXECUTIVA ou EMPRESÁRIA?

Quem, da nossa geração, que nunca quis abrir uma empresa que também atire aquela pedra que já comentamos.

O que acho que não pode ser deixado de lado, em nenhum dos dois casos é o empreendedorismo. Ta aí uma das palavras de ordem, na minha opinião, para uma carreira de sucesso.

E sabiam que para ser empreendedor não necessariamente é preciso abrir um negócio?

Um bom profissional exerce seu empreendedorismo mesmo como funcionário e ainda tem uma vantagem, se tudo der errado, o máximo que pode acontecer é uma demissão. Enquanto que para o empresário, o fracasso de uma atitude empreendedora pode ser a falência.

Onde não podemos estar é na zona de conforto.

Quando eu crescer, quero conseguir ter atitudes empreendedoras sempre, seja como empregada ou como empregadora.

O mais importante não é onde, mas como!

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Mude sua vida, antes que ela mude você!

Búzios - jun/11
Foi nesse cenário que comecei a refletir sobre o assunto desse post de hoje, os caminhos que a vida nos leva e o quanto influenciamos essa direção ou somos influenciados por ela.

Não sei se com todos é assim, mas comigo foi. De repente, me deparei com uma vida que não era absolutamete NADA do que eu havia planejado. Me deparei com uma pessoa de propósitos e estilo de vida completamente diferente de alguns anos atrás.

A princípio não gostei do que vi, mas depois fui percebendo que o saldo da balança estava pesando mais no positivo que no negativo.

E o que achei mais interessante? Perceber como perdemos o controle da vida, em alguns momentos. As coisas vão acontecendo, os imprevistos aparecem, nos adaptamos a ales, as mudanças de opinião surgem e quando vemos... Onde foi parar aquela pessoa de 2, 3, 5 ou mais anos atrás??

Mude sua vida, antes que ela mude você.

Tenho essa frase no meu perfil do Twitter há um tempo já e, engraçado... Hoje ela me faz muito mais sentido que quando a escrevi.

Enfim...Quando eu crescer quero ter orgulho das escolhas que fiz e poder ter a certeza que mantive alguns princípios do passado.

domingo, 7 de agosto de 2011

Todos no mesmo barquinho

A palavra de ordem de hoje é SOLIDARIEDADE!

E não, esse post não é patrocinado pelo Criança Esperança, ou com objetivo de promover alguma ação social, só é mais uma reflexão minha sobre o ambiente de trabalho.

Uma das definições de solidariedade no dicionário, é dependência mútua entre os homens, e vejam só que incrível, é a mais pura verdade sobre a realidade corporativa.

Não consigo entender qual a dificuldade das pessoas em perceber que dentro de uma empresa todos estão no mesmo barco, ou seja, se afundar, vai todo  mundo junto.

Sempre tive a "veia" comercial, portanto, concordo plenamente com a competição interna entre os profissionais, mas venho percebendo que a linha entre competição saudável e a vontade de detonar o coleguinha, é bastante tênue.

Quem trabalha vai entender bem o que vou dizer, passamos maior parte do nosso dia com o pessoal lá da empresa, certo? Então, o melhor a fazer é tornar essa convivência o mais harmônica possível.

Eu, particularmente,não tenho nada a reclamar dos meus colegas de trabalho, fiz até bons amigos já, desde a época da Amcham até hoje na EBM.

Mas se tem uma coisa que me irrita é quando vejo que as pessoas esquecem da solidariedade (dependência mútua entre os homens) dentro do escritório, ou então quando a grosseria começa a aparecer...aí é pior ainda. E olha que não sou a mais delicada das pessoas e nem por isso ajo com grosseria de graça.

Enfim...Quando eu crescer quero poder olhar pra trás e ver que ajudei várias pessoas e ter as portas sempre abertas nos lugares onde passei. Quero também, que as pessoas me ajudem, pra mim isso é um dos maiores sinais de um bom líder, saber que existem pessoas que se esforçam por você.

E pra terminar, fica a dica, que achei no site http://www.saiadolugar.com.br/

Você nunca sabe quando pode acabar trabalhando novamente com pessoas do seu passado, então aja sempre com respeito e profissionalismo. Caminhos se cruzam na hora e nos lugares que menos poderíamos esperar.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

As mulheres Y

De ontem pra hoje, comentei sobre esse assunto com duas pessoas, então resolvi compartilhar com mais gente: Como serão as esposas Y? E as que virão depois de nós, Y?

Hoje, convivemos com mães trabalhadoras e com mães donas de casa, mais ou menos na mesma proporção. Será que na nossa época, daqui alguns anos, a proporção ainda vai ser meio a meio?

Aos poucos, as mudanças da inserção cada vez maior da mulher no mercado de trabalho, já estão sendo percebidas. Os filhos estão vindo mais tarde, nas empresas, cada vez mais mulheres ocupam cargos de liderança, fora a quantidade de empresárias bem sucedidas que vemos por aí.

Aqui no Blog, é a segunda vez, em pouco mais de 1 mês, que cito o assunto casamento, família, filhos... E o que isso quer dizer?

É o retrato das mulheres da Geração Y. Por mais que sejamos bem sucedidas e empenhadas na vida profissional, o instinto de mulherzinha nunca vai nos abandonar.

Ouvi dizer que "Umas nascem pra casar e outras pra trabalhar", e quem nasce pra casar e pra trabalhar?

Ainda não tenho a mínima opinião formada sobre o assunto (por falta de experiência, claro. Até hoje só trabalhei e nunca casei), mas já percebo com clareza o quanto as mulheres moderninhas estão mais bem resolvidas, sem ter perdido a essência feminina.

O que acho a maior bobagem é quando a disputa por um lugar ao sol entre um homem e uma mulher vira guerra de sexos... Gente, na boa, tem momentos que ser mulherzinha ainda é uma tremenda mão na roda.

Fala verdade, meninas, quantas vezes um "ai moço, me ajuda..." já não resolveu muitos problemas???

Mas, que desde cedo as meninas já estão mais "espertinhas" isso não dá pra negar.  Já viram a Juju??


Meninas, agradeçam as regalias de ser mulher!
Meninos, gentileza e o velho buquê de rosas, NUNCA perderão seu valor!

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Um mal necessário

"Das duas uma: ou terei que organizar melhor minhas prioridades, ou como tudo é prioridade, parar de usar a falta de tempo como desculpa para preguiça, cansaço, falta de disciplina...."
Pra quem tá acompanhando o Blog desde o início, no dia 10 de julho, a citação acima faz parte do primeito post FALTA DE QUÊ?

Nesses 19 dias como blogueira, comecei a enxergar alguns acontecimentos com outros olhos, ou pelo menos, tentando fazer uma análise das situações.

Disciplina. Tá aí um dos meus maiores, se não o maior, ponto fraco (as vezes acho que me exponho demais nesse Blog, mas... conto minha vida pra todo mundo mesmo, deixa pra lá).

Gente, como é difícil ser disciplinado depois de grande!!!

Quando tinha alguém pra obedecer, parecia que era muito mais fácil, agora como venho sofrendo com minha própria indisciplina.

Admiro demais as pessoas disciplinadas, quem tem essa qualidade está passos a frente de quem não a tem. Se você se considera uma pessoa disciplinada, PARABÉNS! E me dê umas dicas.

Percorremos vários objetivos nessa caminhada rumo ao crescimento. Eu mesma, estou correndo atrás de 2 objetivos bem grandes que, para serem alcançados, tenho que cumprir etapa por etapa muito direitinho.

É aí que mora o problema. A disciplina é uma atividade diária e constante, não adianta nada ser disciplinado só de vez enquando.

Outra coisa que aprendi também, é que jamais conseguiremos mudar radicalmente de atitude, de uma hora pra outra. Por exemplo, se você nunca malhou, de repente resolve puxar ferro todos os dias. Não vai dar certo.

A mudança tem que ser gradativa, e como no alcalce dos objetivos, irmos cumprindo um passinho de cada vez e só depois aumentar o tamanho das passadas.

Nessa próxima semana, quero lançar outro desafio, para os enrolados igual a mim:

VAMOS CUMPRIR COM NOSSOS PROPÓSITOS!!

Incluir a disciplina na rotina, vai fazer a falta de tempo ter menos espaço.

E vamo que vamo... Se vocês, assim como eu, querem alcançar algum bem maior, a disciplina é um mal necessário. Mal não por ser uma coisa ruim, mas por ser chata mesmo. Quem disse  que seria fácil, né?

Bom final de semana à todos!!

terça-feira, 26 de julho de 2011

Correndo atrás do coelho

Já perceberam como nossa vida é feita de ciclos? E todos eles com início, meio e fim. Isso me lembra, inclusive um texto do Arnaldo Jabor sobre o fim dos relacionamentos (se quiserem ler).

Mas não é sobre isso que quero escrever... Nos meus preciosos 4 dias de descanço, em que quase fiquei uma "expert" na arte milenar de NADA FAZER, viajei com um casal de biólogos recém formados (incríveis por sinal).

E, acreditem se quiser, meu primeiro vestibular eu prestei pra biologia. Depois dessa convicência com a Bi e com o Douglas, percebi que publicidade foi meu sonho desde criança, não tenho absolutamente NADA a ver com biologia.

Mas, naquela época, com 17 anos eu simplesmente adorava meus professores e as aulas de biologia, tinha uma forte tendência para o mundo "natureba" e era uma menina cheia de atitude.

Hoje, aos 23, passei por ambientes de trabalho incríveis e conheci líderes maravilhosos (todos de pouca idade e as vezes com idéias malucas, tipo chapeleiro da Alice, né Rodrigo?), vivo de convencer as pessoas a comprar aquilo que talvez elas ainda não saibam que querem, mas a menina cheia de atitude continua aqui, firme e forte.

Não sei se é simplesmente uma característica dos profissionais da tão falada Geração Y, entretanto, eu mudo muito de idéia e vivo os meus ciclos com início, meio e fim. Sem me apegar demais no porque das coisas e tentando levar a situação pelo lado positivo que as vezes não está tão aparente.

Profissionalmente, sempre me dediquei de corpo e alma a essas mudanças, corpo esse que hoje já sofre um pouco das consequências da mudança abrupta de rotina.

Hoje trabalho em um ramo que jamais cogitei estar, em uma função que também nunca imaginaria exercer. É o que eu quero ser quando crescer? Não... mas talvez eu acabe sendo, quem sabe? O mundo dá, realmente muitas voltas, por isso acredito bastante na idéia de viver cada momento.

Claro, tenho planos... E muitos!! No âmbito pessoal, sempre mudo de idéia e falo que é definitivo. E sabe o que eu acho? Que vou continuar assim pra sempre, ou não, posso mudar de idéia amanhã, quem sabe.

O mais importante, na minha opinião, é aprender e crescer com as mudanças. Agente sempre quer ser algo melhor quando crescer, fechar e abrir ciclos faz parte dessa grande roda gigante que é a vida. O meu pra sempre é relativo, afinal de contas, é MEU.

Então minha gente, que tal parar pra pensar se o o ciclo profissional, pessoal, familiar, religioso, de educação, amores, amigos... É, relamente, onde você quer ou precisa estar.

Até porque querer, nem sempre é poder. Já estamos bem grandinhos pra acreditar que a vida imita os contos de fadas, né? Mas nunca é tarde pra correr atrás do coelho.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Tempo ao tempo

É o seguinte... Estou tirando férias!!! 4 dias, mas é férias.

"Chegou o mês, vai começar tudo outra vez..."

Não vou dizer que estou de malas prontas para o Araguaia, porque, como deixo tudo para última hora, vou fazer a mala agora.

Serão 4 dias sem celular e internet, e é o que está me deixando mais feliz. As vezes é preciso darmos tempo ao tempo e viver na rotina:

Acordar quando acabar o sono
Dormir quando chegar o sono
Beber quando tiver sede
Comer quando tiver fome

No final do meu ócio criativo, com certeza terei mais muitas idéias para compartilhar.


Tchau cidade e até breve natureza, mosquitos, sol, cerveja, boas companhias e ah... o ARAGUAIA!

terça-feira, 19 de julho de 2011

E eles servem pra quê?

Então turma...Ontem o Blog fez uma semana!!

Uma breve reflexão sobre esses 7 dias:

  • Recebi vários elogios e palavras de incentivo - Valeu demais!! Respondi TODOS os comentários
  • Tive algumas idéias de assuntos para os próximos posts (mas cada um na sua hora)
  • Recebi alguns conselhos sobre como lidar com falta de tempo e frustração (obrigada Tia Ju, principalmente, pelas palavras no Facebook)
  • O Blog tem um página no Face (por favor, vamos curtir)
  • Tive uma super idéia para inovar o Blog e não ficar só com as minhas reflexões, em breve já estará em vigor
  • Estou tentando arrumar o layout (com ajuda do mais que querido Victor Negretto)
  • E o melhor da lista... Quase TUDO que me acontece agora eu penso: Nossa isso dá um bom texto pro blog...
Lembram que na semana passada, foi lançado um desafio no primeiro post?

Então... Vamos ao resultado (O Ralf estava morrendo de curiosidade já). Ah..o resultado é o MEU resultado. Se quiserem, fiquem a vontade pra compartilhar o de vocês...Afinal, junto se cresce melhor!

Estou tomando como referência minha agenda. Acreditem, com toda modernidade dos "Y" eu ainda anoto meus compromisso e afazeres na minha agenda, já deu pra perceber que eu gosto de escrever, né?

Analisando friamente:

De 26 itens que tinha anotado de segunda a sábado, consegui concluir 10 entre reuniões, coisas de trabalho,pessoais e palestras... Em números, 38,4%.

Fora os afazeres de rotina, tanto pessoais como profissionais que não foram executados 100%.

Agora é que tá... O que esse número quer dizer? É pouco? É muito? Os dados servem pra que?

Não faço idéia...Vou ter que refletir um pouco mais pra poder responder, se a resposta estiver entre as tarefas que serão executadas nessa semana....

P.S.: Eu te amo (hehehe..Não resisti ao trocadilho. Amo esse filme!) Caso algum elemento citado não deseje mais expor sua figura, me avise que converto em um dado qualquer.

Boa semana à todos!

quinta-feira, 14 de julho de 2011

O outro lado da moeda

Ontem a noite fui aos shows do SPBC no Câmpus Samambaia da UFG e...muitas coisas me vieram à cabeça...

A começar pelo caminho, na rotatória do "Posto Amigão" caiu minha ficha que aquele mundo já me pertenceu (no passado) e naquele momento eu estava ali quase que como uma intrusa naquele universo universitário.

E o Câmpus sempre teve disso, nós sempre reclamamos da distância que é pra chegar no Itatiaia, mas nada tem mais cara de faculdade que aquele lugar, longe da civilização, com eventuiais exposições apresentações e manifestações nos pátios, os macacos...

Confesso que fiquei com muita saudade da faculdade e, momentaneamente, arrependida pela forma como passei por ela.

Enquanto eu estive estudante de publicidade e propaganda na famosa Facomb, nunca consegui SER uma universitária propriamente dita.

No segundo semestre do curso, já comecei um estágio e daí adiante não parei mais de trabalhar, o que é muito diferente de estagiar.

Minha prioridade era o trabalho, sempre achei que a vivência no mercado me traria muito mais aprendizado que os bancos das salas de aula.

E não acredito que eu esteja errada, mas pra tudo na vida tem o outro lado da moeda...

Com essa dedicação toda, perdi alguns momentos que jamais conseguirei recuperar.

A noite de ontem me trouxe um gostinho de quero mais de algo que não vivi com tanta intensidade. Depois de passadas as coisas, sempre pensamos que poderíamos ter feito melhor, né?

Pois é...Quero convidar vocês a mais um desafio:

Enxergar os dois lados de cada situação, de cada moeda que aparece no nosso caminho.

Não fui uma universitária por completo daqueles que fazia viagens à Pirinópolis na aula de fotografia da terça-feira a tarde(provavelmente estava em uma reunião), daqueles que se assustaria com a vida de recém-formada exigindo muito mais comprometimento com o mercado de trabalho (eu já estava inserida na realidade).

Entretanto, tive bons amigos, fiz boas viagens, bebi boas cervejas na pamonharia, matei aulas no Dacom, fui de ônibus pra aula, peguei carona...

Acho que consegui viver os dois lados da moeda.

E como a nostalgia faz parte... Uma homenagem a Turma da Década com o seu antes e depois!

terça-feira, 12 de julho de 2011

Clima tempo

Sabe aquele dia que você acorda com vontade de MATAR o primeiro que cruzar seu caminho?

Pois é...essa sou eu hoje, então cuidado com os comentários, vocês podem entrar na milha lista!

Brincadeiras a parte, lembrei do post de domingo sobre o tempo, ou a falta dele.
Já perceberam que pra tudo aquilo que usamos o famoso "não deu tempo" são tarefas que não temos o mínimo SACO pra realizar, seja por falta de habilidade, de conhecimento, preguiça, ou porque são coisas chatas mesmo.

O que acontece é que vamos protelando esses afazeres e colocando outras coisas como prioridade, porque sempre nos damos uma justificativa das nossas atitudes.
Não sei se com vocês é assim, mas toda vez que isso acontece comigo, eu fico no humor de hoje. Claro que um pouco de TPM pode contribuiri também.

E o que tem a ver uma coisa com a outra?

Simples, deixar de fazer alguma coisa pra quem se cobra demais é uma punição muito maior do que a cobrança em cima da atividade não realizada.

No meu caso, é a mais pura falta de vergonha na cara... Sim, só não fazemos aquilo que não queremos e não queremos porque não gostamos, porque não sabemos porque apareceu alguma coisa melhor pra fazer bem na hora.

E o pior, aqueles do nosso convívio é que acabam pagando o pato.

Numa coisa tenho certeza que todo mundo concorda: Ninguém é obrigado a AGUENTAR o mau humor alheio! Não importa o motivo.

domingo, 10 de julho de 2011

Falta de que?

O primeiro post do meu blog, é mais um desabafo...

Tive a idéia desse blog há muito tempo, mas nunca havia colocado em prática, primeiro porque não tenho muita habilidade com essas ferramentas on line, segundo...Por falta de tempo.

Falta de tempo.Essa é a justificativa mais usada pra tudo que deixamos de fazer. E será que é mesmo uma justificativa ou só mais uma desculpa?

Ninguém tem tempo pra mais nada, não é? E falo com propriedade no assunto, a frase "Não tive tempo" faz parte do meu cotidiano.

E, refletindo sobre essa correria (outra campeã de audiência), me veio a cabeça que talvez não consiga realizar um dos meus maiores sonhos: Constituir uma família!

Pensa, que com 23 anos, sem ter um passarinho pra dar água, morando com a minha mãe,vivo sem tempo...Imagina quando eu tiver minha casa, meus filhos, marido, cachorro... E sem deixar de trabalhar, claro. Até porque outro grande sonho é ser executiva de capa de revista.

Das duas uma: ou terei que organizar melhor minhas prioridades, ou como tudo é prioridade, parar de usar a falta de tempo como desculpa para preguiça, cansaço, falta de disciplina....

Nessa semana que começa amanhã, convido todos a um desafio:

NÃO DEIXAR DE FAZER NADA POR FALTA DE TEMPO!

Eu vou tentar e domingo que vem agente compartilha os resultados.
Bom final de domingão e boa semana com muita correria e muito tempo a todos.